Copy
Inovação, I&D, financiamento, empreendedorismo, estratégia, eventos … e muito mais 
View this email in your browser

Nesta Newsletter:


1. Caso de Sucesso no Horizon 2020 – Unbabel na “EU innovation champions league”

2. Como preparar uma proposta competitiva para o Horizonte 2020 – Formação Instrumento PME

3. Evento LISPOLIS 11 Fevereiro – Horizon 2020: Biliões, I&D, Lobby e Inovação no Mercado 

4. AAVANZ na Revista Pontos de Vista: Internacionalização - Estratégia e Crescimento 2020

5. 2015 – Não deixe escapar o ano de oportunidades – 260 milhões de euros para Startups e PMEs

6. Nova iniciativa-piloto no Horizon 2020 – Fast Track to Innovation (FTI)

7. Escolhas do mês - Inteligência Artificial e as Delícias da Inovação: TEDtalk - The wonderful and terrifying implications of computers that can learn; Businessweek - The Many Faces of Oreo, Some of Them Weird

AAVANZ Newsletter #1 2015
EU innovation champions league

 

1. Caso de Sucesso no Horizon 2020 – Unbabel na “EU innovation champions league” 

Foi com bastante entusiasmo que recebemos a notícia da aprovação da Comissão Europeia da candidatura da Unbabel ao instrumento de apoio dedicado às PME inovadoras (SME Instrument) do Programa Quadro Horizonte 2020.
A Unbabel é uma startup portuguesa que combina tradução automática com uma comunidade de pessoas – tradutores e editores. Foi a primeira empresa portuguesa a entrar no acelerador YCombinator e desenvolveu um modelo de negócio inovador que assegura serviços de tradução de alta qualidade, a um preço bastante acessível e de forma célere.
A comunidade de tradutores que têm actualmente a trabalhar abrange as seguintes línguas: Português, Inglês, Espanhol, Francês, Alemão, Russo, Árabe, Japonês, Turco, Italiano, Mandarim, Grego, Polaco, Búlgaro, Romeno, Holandês, Sueco, Finlandês, Dinamarquês, Norueguês e Malaio. A procura por tradutores e a variedade de línguas que dominam está constantemente a aumentar, de forma a assegurar um serviço que se quer global.
Os clientes da Unbabel podem requisitar um serviço de tradução via e-mail, ou aceder ao serviço através de uma API, que conta já com a possibilidade de integrar diretamente no MailChimp ou Zendesk.
A Unbabel concorreu na cut-off do SME Instrument de Setembro de 2014 com o apoio da AAVANZ – foram recebidas 1944 candidaturas, das quais 608 concorreram na mesma categoria (Tecnologias da Informação e das Comunicações), com uma taxa de aprovação de cerca de 9% – estes concursos têm uma elevada procura, sendo tão competitivos que são apelidados “EU innovation champions league” pelo que ficámos significativamente satisfeitos com o sucesso da Unbabel.
Para estudos de viabilidade – primeira fase deste instrumento – foram seleccionadas 199 empresas de 25 países, envolvidas em 178 projectos, que vão receber, no total, cerca de 9 milhões de euros.
Entre os beneficiários, estão seis empresas localizadas em Portugal, entre elas a Unbabel. Cada projecto vai receber 50 mil euros para realizar estudos de viabilidade.
Ainda há um longo caminho pela frente e esta vitória veio sem dúvida aumentar a motivação desta equipa e deste excelente projecto que continuaremos a acompanhar de perto.
 


2. Como preparar uma proposta competitiva para o Horizonte 2020 – Formação Instrumento PME

Formação Prática sobre o SME Instrument para PMEs, Startups e Empreendedores
Localização: ANJE. Casa do Farol, Rua Paulo Gama, 4169-006 Porto
Data: 26 e 27 de Fevereiro de 2015 - Horário: 09:30 às 18:30, com 2 coffee-breaks (almoço livre)
 
Esta formação promovida pela ANJE tem como objetivo orientar PMEs, Startups e Empreendedores a preparar uma candidatura competitiva – fase 1 ou fase 2 - deste programa específico do Horizonte 2020 - I&D e Inovação – o Instrumento PME (SME Instrument).
Durante dois dias serão analisados aspectos relevantes para o processo de preparação de uma candidatura (regras de elegibilidade, validação de organizações, componentes administrativas, orçamentais e dicas de escrita e de estrutura da informação). Também serão debatidos alguns detalhes sobre o processo de avaliação de projectos – contamos com a presença de Nuno Cunha, CEO da AAVANZ, que já desempenhou funções de avaliador em vários projectos do FP7 e Horizonte 2020 em Bruxelas.
A formação será coordenada por Pedro Ferreira - Consultor Othersigns, Innovation Manager AAVANZ e fundador da Beta-i. É também Consultor e Formador em Sistemas de Gestão da Qualidade, Responsabilidade Social, Sustentabilidade e Inovação, Criatividade e Mudança Organizacional Positiva.

Mais informações e inscrições no site da ANJE.
 


3. Evento LISPOLIS 11 Fevereiro – Horizon 2020: Biliões, I&D, Lobby e Inovação no Mercado

Este Workshop informativo sobre o Programa-Quadro Horizonte 2020 (Horizon 2020) vai realizar-se no dia 11 Fevereiro no LISPOLIS. Conta com a participação da AAVANZ, Eupportunity e Vieira de Almeida.

Apesar de desconhecido de muitos que continuam centrados apenas no P2020 (substituto do QREN) o Horizon 2020 é uma hipótese para as empresas portuguesas. E neste seminário pretende-se informar de forma rápida e concisa sobre o programa H2020, boas práticas na preparação de candidaturas, a perspectiva e mindset de avaliação de candidaturas, aspectos políticos, lobby e networking, e ainda questões essenciais de Propriedade Intelectual a ter em conta na preparação de candidaturas – é possível candidatar-se neste momento!

Programa e Inscrições no site do LISPOLIS.


4. AAVANZ na Revista Pontos de Vista: Internacionalização - Estratégia e Crescimento 2020

Em entrevista à Revista Pontos de Vista – edição nº 40 – Nuno Cunha, CEO da AAVANZ falou sobre as inúmeras oportunidades de financiamento do Programa Quadro - Horizonte 2020.

“Existem mais oportunidades para as PMEs pois existe maior ênfase no valor de mercado das ideias, em inovação próxima do mercado.”

A AAVANZ pretende desmistificar a ideia de que “ninguém dá nada a ninguém” e que com a ajuda certa é possível vencer nesta competição europeia. “No momento de apresentar uma candidatura é necessário um guia e “tradutor” principalmente se for a primeira vez, para além da linguagem, os detalhes técnicos a ter em conta são diferentes em cada concurso, e por vezes algumas das condições de acesso também diferem.”

 “A nossa orientação é ajudar, principalmente Startups e PMEs de base tecnológica, a aceder a fundos europeus de IDI (Investigação, Desenvolvimento e Inovação), em particular o programas-quadro de IDI para 2014-2020 o HORIZON 2020, mas também nos programas COSME, Eurostars, Electronic Components and Systems for European Leadership (ECSEL), Cleansky, Ambient Assisted Living (AAL) e naturalmente no Portugal 2020.” Com uma equipa multidisciplinar apoiam o desenvolvimento de novos produtos, processos e serviços inovadores em sistemas de TIC, aeronáutica, espacial, segurança, transportes, ambiente, energia e saúde.

“É muito importante identificar a tendência ou a necessidade certa, existem muitos desafios societais para abordar, como por exemplo demográficos, as alterações climáticas, e a gestão de recursos essenciais, como água. Existe muito potencial em áreas de desenvolvimento técnico como por exemplo a “Internet of Things”, a “Future Internet”, novos materiais e impressão 3D”.

Entrevista completa no site da Pontos de Vista e no respectivo Facebook.


5. 2015 – Não deixe escapar o ano de oportunidades – 260 milhões de euros para Startups e PMEs

O Instrumento PME (SME Instrument) é um instrumento de apoio à Investigação e Inovação, um programa específico do “Horizonte 2020” – o Programa-Quadro Europeu actualmente em vigor.

Desde a sua abertura, em Janeiro 2014, o Instrumento PME já financiou 361 PMEs envolvidas em 333 projectos, disponibilizando 16.7 milhões de euros para projectos na fase 1. A este valor acrescem projectos financiados na fase 2, totalizando cerca de 125 milhões de euros para promover a criação e o desenvolvimento de PMEs com base em produtos, processos e serviços inovadores.  

As oportunidades para 2015 envolvem um orçamento aproximado de 260 milhões de euros: 26,56 milhões para projectos em primeira fase e 233,70 milhões para projectos em segunda fase. As deadlines em 2015 são a 18 de Março, 17 de Junho, 17 de Setembro e 16 de Dezembro.

Cada projecto vencedor de fase 1 recebe um financiamento de 50 000 euros, e projectos de fase 2 podem candidatar-se a um financiamento entre 0,5 a 2,5 milhões de euros.

As áreas abertas a concurso, tópicos e respetivo orçamento estimado, encontram-se indicados na seguinte tabela:


6. Nova iniciativa-piloto no Horizon 2020 – Fast Track to Innovation (FTI)

Bruxelas anunciou recentemente uma iniciativa-piloto – o Processo Acelerado de Inovação, Fast Track to Innovation (FTI), que vai colocar a concurso 200 milhões de euros no período de 2015-2016 para “promover a inovação, reduzindo o tempo necessário para introduzir ideias inovadoras no mercado”.

É semelhante ao SME instrument no que respeita a promover a inovação, crescimento e internacionalização das empresas, mas com significativas diferenças pois é orientado a projectos industriais colaborativos intersectando assim dois dos três pilares em que assenta o programa Horizonte 2020 – Desafios Societais (Societal Challenges) e Liderança Industrial (Industrial Leadership).

A iniciativa-piloto FTI pretende funcionar numa abordagem ascendente (bottom-up) - tópicos não predefinidos, mais abertos, de forma a explorar ideias inovadoras em diversas indústrias competitivas.

As propostas podem ser submetidas em três fases: até 29 de Abril, 1 de Setembro e 1 de Dezembro.

Cada consórcio tem de contar com participantes de, pelo menos 3 países da UE, e ser “industry-intensive”.


7. Escolhas do mês

TEDtalk - The wonderful and terrifying implications of computers that can learn
Jeremy Howard | TEDxBrussels
The Many Faces of Oreo, Some of Them Weird 
Allison Prang | Bloomberg Businessweek
Copyright © 2015 AAVANZ LDA, All rights reserved.


unsubscribe from this list    update subscription preferences 

Email Marketing Powered by Mailchimp