Copy
Veja este email em seu navegador
LinkedIn
Facebook
Website
Instagram

notícias do ICOM << 

 

Nova definição de museu


2021 começa com um grande desafio: a retomada das discussões sobre a nova definição de museu. A missão se dá sob a coordenação do ICOM Define, o Comitê para Definição de Museu, que tem como um de seus presidentes o pesquisador brasileiro e presidente do Comitê Internacional para Museologia (ICOFOM), Bruno Brulon. O comitê definiu uma metodologia em 11 passos, que teve início em dezembro de 2020 e segue até a votação final na Conferência Trienal de Praga, em 2022. Até lá, os Comitês Nacionais e Internacionais terão como tarefa promover debates e consultas locais para subsidiar os trabalhos. 

E como estamos no Brasil? O ICOM Brasil já enviou ao ICOM Define um relatório das discussões posteriores à reunião de Kyoto (em que se deu a primeira tentativa de aprovar uma nova definição) e agora prepara a fase de consulta pública à comunidade museal brasileira, que deve se iniciar em breve. Nas últimas semanas, um grupo de profissionais voluntários vem construindo a dinâmica e as ferramentas para esta consulta online. Poderão participar membros e não-membros do ICOM Brasil. 

Saiba mais sobre o ICOM Define. E fiquem ligados e ligadas em nossas redes sociais para acompanhar o debate.

"O MUSEU É UMA INSTITUIÇÃO PERMANENTE SEM FINS LUCRATIVOS, AO SERVIÇO DA SOCIEDADE E DO SEU DESENVOLVIMENTO, ABERTA AO PÚBLICO, QUE ADQUIRE, CONSERVA, INVESTIGA, COMUNICA E EXPÕE O PATRIMÔNIO MATERIAL E IMATERIAL DA HUMANIDADE E DO MEIO ENVOLVENTE, COM FINS DE EDUCAÇÃO, ESTUDO E DELEITE".

Esta é a atual definição de museu, em vigor desde 2007.

Em defesa do fomento em São Paulo


O setor cultural paulista foi pego de surpresa em janeiro com a notícia de que o ProAC ICMS - modalidade do programa de incentivo baseado em renúncia fiscal - foi suspenso até 2023. A Secretaria de Cultura e Economia Criativa afirma que será substituído por editais de fomento direto. O ICOM Brasil emitiu nota com posicionamento sobre a medida, que atinge em cheio museus em todo o Estado que dependiam do ProAC ICMS para custear suas atividades.

"É imperativo que o novo programa seja criado em diálogo com os setores afetados e com celeridade para evitar lacunas que comprometam a sustentabilidade financeira das instituições em um ano de crise". Veja a nota completa.


 

Pesquisa traduzida 


A fim de ampliar o acesso aos resultados da pesquisa Desafios em Tempos de Covid-19 realizada pelo ICOM Brasil com mais de mil profissionais e quatro mil visitantes e não-visitantes, os relatórios finais e sumário executivo foram traduzidos para o Inglês e o Espanhol. Trata-se de um trabalho extenso e profundo, que pode servir como exemplo para outros comitês nacionais. Ajude a difundi-lo enviando o link para colegas de outros países.  
 

O Ubirajara jubatus e a importância da Red List Brasil


A publicação de um artigo na revista Cretaceous Research em dezembro do ano passado, anunciado a descoberta de uma nova espécie de dinossauro no Araripe, provocou um embate internacional entre pesquisadores alemães e brasileiros. O fóssil do Ubirajara jubatus teria saído ilegalmente do Brasil há 25 anos, subsidiando a pesquisa sem qualquer participação de pesquisadores ou instituições nacionais.

O caso, bastante controverso, foi relatado pela imprensa em todo o mundo (aqui, a matéria da Veja) e mais uma vez reforçou a importância de uma Red List Brasil para ajudar a coibir o tráfico de bens culturais. A criação da lista foi aprovada no ano passado como resultado de um grande esforço do ICOM Brasil, com apoio do Itaú Cultural, e deve ser desenvolvida ao longo deste ano. Veja outras Red Lists já desenvolvidas pelo ICOM.

 

A temporada de adesão de novos membros está aberta. Associando-se ao ICOM Brasil você ajuda iniciativas de apoio ao fortalecimento do setor museal brasileiro e tem acesso, a benefícios exclusivos, como entrada gratuita em museus em todo o mundo e a descontos em cursos promovidos por parceiros. Veja na campanha do ICOM os cinco motivos para se unir à rede internacional de profissionais de museus

... por falar em descontos


Dois parceiros do ICOM Brasil estão com inscrições abertas para cursos em 2021.

  • O Instituto de Conservação e Restauro Pachamama oferece 30% de desconto para os membros em todos os cursos. Em fevereiro, começam turmas de fundamentos básicos de reintegração de cor, registro e catalogação de coleções, conservação de pintura mural, e mais.
  • O Givoa Brasil dá 20% de desconto no Curso de Identificação Técnica de Obras de Arte, online e assíncrono.

temas do momento << 
 

Matchfunding para museus brasileiros


Todo mundo sabe o que é uma campanha de crowdfunding, o famoso financiamento coletivo. Pois bem: no matchfunding, uma empresa se junta à causa social para acrescentar uma doação proporcional àquela feita pelo público. É o caso do programa BNDES+, que tem contemplado museus de todo o Brasil em campanhas com finalidade variadas. A cada R$ 1 doado pelo público, o BNDES acrescenta mais R$ 2. Museu do Futebol (SP), Museu da Maré (RJ) e Museu Câmara Cascudo (RN) estão entre as instituições museológicas já contempladas pelo projeto. Agora, a Fundação Ema Klabin, o Museu da Pessoa e o Museu da UFMG estão com projetos em andamento, e aguardando doações. Veja aqui como contribuir
 

O mundo digital


Este foi um tema premente da pandemia. Até que ponto os museus de fato conseguiram se relacionar com seus públicos e criar valor no ambiente digital? Artigo da revista Rolling Stone (em inglês) compara o atual momento dos museus ao de quando veículos de imprensa precisaram encarar seriamente a oferta de notícias (gratuitamente) na internet. "Se museus puderem conferir valor às coleções e experiências online a partir de modelos de negócio claros e do entendimento da tecnologia, micropagamentos e realidade aumentada da Web 3.0, há esperança para o setor".

O debate é quente. Em outro artigo no The Print (também em inglês), a discussão é se a ênfase no mundo digital tem potencial para mudar estruturalmente os museus. "Na nova era, o equilíbrio de poder entre objetos e visitantes terá que ser reimaginado. Ao longo dos anos, museus ocidentais têm se movido do 'objeto-centrismo' para o 'visitante-centrismo'. Se o digital é o futuro, por mais quanto tempo os museus vão continuar insistindo na visita física como a única experiência autêntica?". 

 

Digital Summit


Entre 22 e 26 de fevereiro, haverá uma oportunidade de ver o que 60 profissionais de museus de vários países acham de tudo isso no Digital Summit promovido pelo MuseumNext

 

O futuro dos museus

 

"Menos pode ser mais. Relevância e autenticidade podem se tornar métricas mais apropriadas de sucesso do que escala física ou tamanho da audiência. As instituições mais aptas a florescer na nova era serão aquelas propensas a se questionar sobre a quem servem e a seguir as respostas sobre a que se propõem. Em alguns casos, as respostas podem resultar em organizações que não parecem muito com os museus que conhecemos. E tudo bem". Leia a íntegra do artigo de András Szántó no The Art Newspaper (em inglês).

 

para ficar de olho << 

 

>> O Comitê Internacional para Museus de Etnografia (ICME) está com chamada aberta para material a ser publicado na edição 92 de sua Newsletter, veiculada três vezes por ano. O próximo número será dedicado majoritariamente aos debates sobre restituição. Serão aceitos como contribuições artigos, resenhas e anúncios de eventos, enviados até 28 de fevereiro para jeremysilvester3@gmail.com.  

>> 
O Fórum de Entidades em Defesa do Patrimônio Cultural Brasileiro, do qual o ICOM Brasil faz parte, lançou seu site institucional. Confira.

vagas << 

 

Gerência de Pesquisa e Documentação no MAM-Rio (RJ) - Candidaturas até 31/1.

Professores temporários da Escola de Comunicações e Artes da USP (SP) - Inscrições até 22/1, aqui.

Docentes temporários para o curso de Museologia da UFBA -  Candidaturas até 5/2.

Analista de Captação Sênior na Pinacoteca do Estado de São Paulo - Candidaturas até 31/1



 
Estamos no LinkedIn.
O ICOM Brasil tem uma página oficial na maior rede social de relacionamentos profissionais do mundo. Mostre que você é membro da entidade nos incluindo em seu currículo.

publicações << 

 

>> O Brasil foi destaque na capa do novo número da Museum International, dedicada ao tema LGBTQ+ nos museus. A foto que ilustra a edição é da Parada LGBT em São Paulo, e o primeiro artigo do número vem assinado por Franco Reinaudo, diretor do Museu da Diversidade Sexual de São Paulo. A revista é de acesso exclusivo dos membros do ICOM



Decolonizando a Museologia (Vol. 1): Museus, ação comunitária e descolonização - Publicação do ICOFOM.

Pandemia da Covid-19 nas Instituições Museológicas Catarinenses - Sistema de Museus de Santa Catarina.

Museum Education Nº 29 - ICOM CECA.

Mapeamento das Coleções Etnográficas no Brasil - Na Newsletter do ICME Nº 91
LinkedIn
Facebook
Website
Instagram
Copyright © 2021 ICOM Brasil, Todos os direitos reservados.


Quer parar de receber esta newsletter?
Você pode cancelar a sua assinatura.

Email Marketing Powered by Mailchimp